Número total de visualizações de página

sábado, 6 de novembro de 2010

vamos confiar-vos um segredo

A qualquer leitor (colega, aluno, amigo, visitante).
À Cristina, ao Ricardo, à Diana, ao Bruno, ao Rúben, à Mónica, ao Tiago, à Marta, ao Zé, à Raquel, ao João, à Ana, ao Luís, à Catarina, ao Alexandre, à Raquel, à Eduarda, ao António, à Cátia, ao Manel, à Sara...

A propósito de uma rosa (podia ter sido sobre qualquer outra coisa), disse o Principezinho à raposa:

"É muito simples: só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos. É o tempo que perdeste com a tua rosa que torna a tua rosa tão importante. Os homens esqueceram-se desta verdade. Tornas-te responsável para sempre por aquilo que cativaste. És responsável pela tua rosa..."
in O Principezinho, Antoine de Saint-Exupéry

5 comentários:

niné disse...

É isso, vou reler "O Principezinho"!

Um dia vai ficar como devia estar ! disse...

é verdade , só espero que o tempo que gastei com a minha rosa seja recompensado, que me mostre que as coisas valem sempre a pena, e que tudo tem uma razão especifica. só vou esperar que o tempo mostre isso, quando não nos resta mais nada esperamos, e espero o tempo que for preciso para assim ver-me recompensada.

Beijinho, Mónica Penêda.

Serafim Borges disse...

Olá a todos. O Principezinho deve ser a obra mais "sempre actual para todas as idades" que existe! Tem respostas para muitos dos momentos mais "interessantas/complicados" da nossa vida. Só a Bíblia ou o filme "perfume de mulher" se podem comparar. Abreijos.

Serafim Borges

Rocha disse...

Li e releio passagens várias vezes...

Vale sempre a pena dedicarmos o nosso tempo a algumas rosas! :)

João Rocha.

mc disse...

Todas estas participações são de "rosas" que foram cativadas.
Abracinho a todos.