Número total de visualizações de página

domingo, 7 de novembro de 2010

ao Luís e à Diana

actriz Joana Mocarzel
Ontem vimos o Luís. Grande, adulto, falador, simpático. Fez 18 anos e está orgulhoso de si. É  um belo rapaz.
A Diana  tem quase a mesma idade. Tem 17. É uma menina-mulher criada com muito amor. Gosta de música e de dançar e é aprumadíssima nas tarefas domésticas.
São os dois muito amados.
Sorte de ambos, que encontraram nas suas famílias o suporte que muitas crianças nunca encontram, mesmo não sendo portadoras de qualquer deficiência.
Um abraço do tamanho do mundo a todos os Luís e a todas as Dianas e às famílias dessas crianças.

"A pessoa com Síndrome de Down quando adolescente e adulta tem uma vida semi-independente. Embora possa não atingir níveis avançados de escolaridade, pode trabalhar em diversas outras funções, de acordo com o seu nível intelectual. Ela pode ter a sua vida social como qualquer outra pessoa , trabalhar, praticar desporto, viajar, frequentar festas."
in weblones
A pessoa com síndrome de Down precisa, sobretudo, de muito amor.

2 comentários:

EU disse...

Um abraço apertadinho a todos os meninos e meninas que,como o Luís e a Diana, são especiais!

cristina viana disse...

Eu sou a mãe do Luís.
Um dia, o Dr. Miguel Palha, reputado especialista em perturbações do desenvolvimento infantil, afirmou, num encontro em que estivemos presentes:"-Perguntam-me o que fazer para promover o desenvolvimento destas crianças.Eu respondo:
Regra nº1- Amar muito!
Regra nº2- Amar apaixonadamente!
Regra nº3- Amar perdidamente!"
Afinal é tão fácil!
Os nossos "principezinhos"fazem de todos nós, seus amigos, "gente especial", porque temos o privilégio de os ter e conhecer. "..o essencial, invisível aos olhos,torna-se então avassaladoramente visível!"
Obrigada pelos comentários que nos encheram a alma.
Um abraço apertadinho!
Cristina